Desculpe, o registro terminou.

O Centro Cultural Moçambicano-Alemão em parceria com a Escola de Comunicação e Artes (ECA) da Universidade Eduardo Mondlane, propõe para a tarde de Domingo, 19 de Setembro, das 14:00h às 17:00h, “Entre Corpo e Alma”, uma tarde de teatro, com a apresentação de 4 de quatro peças: 1. Pela Pátria? – Mateus Francisco Nhamuche; 2. Piolhos e Actores – Grupo Teatral “Os Anónimos”; 3. Xitchuketa - Mateus Francisco Nhamuche; 4. Entre o Corpo e a Alma - Grupo de Teatral ‘’Fragmentados‘’ Este evento será apresentado nas redes sociais do CCMA e do Festival Gala-Gala.


  • Data: 19/09/2021 14:00 - 19/09/2021 17:00
  • Localização Evento Online

Descrição

Para o Festival Gala Gala, o Centro Cultural Moçambicano-Alemão propõe uma tarde de teatro, projecto que consiste na programação de quatro peças de teatro selecionadas pelo CCMA em parceria com a Escola de Comunicação e Artes (ECA) da Universidade Eduardo Mondlane (UEM) e no fim uma conversa sobre os temas abordados com Dadivo Combane e Maria Atália como painelistas.
--
PELA PÁTRIA? - Mateus Francisco Nhamuche
Pela pátria? É uma performance que traz uma reflexão para o público no geral, em torno daquilo que é a vida na actualidade, a questão das escolhas, a humanidade e a valorização da vida como um ser humano. Através de canções, movimentos e danças dos tropa/treinamento militar, combinados com extractos do texto da música do Azagaia (Declaração de Paz). Procura-se trazer essa provocação a sociedade sobre o nosso posicionamento em relação aos acontecimentos que se passam em Moçambique falando concretamente da guerra e das condições em que vivemos, em forma de performance.
FICHA TÉCNICA:

  • Elenco:
    Joana Mbalango - Actriz
    Mateus Nhamuche Actor e Encenador
  • Duração: 30 minutos
  • Produção: CCMA e A Palhota


--
PIOLHOS E ACTORES - Grupo Teatral ‘’ Os Anónimos”
A peça fala de dois faranduleiros (actores) ambulantes que durante a vida andaram de um lado para o outro a contar e representar histórias variadas como passa tempo e forma de sobrevivência. Rios e Solano, são dois cômicos esfarrapados que aparecem fugazmente como perdidos, procurando-se num espaço estranho e por fim dão-se conta que estão num palco e um deles arrasta uma velha arca contendo tudo o que tinham na vida. E ali começa mais uma jornada na sua vida.

FICHA TÉCNICA:

  • Texto Original: José Sanchis Sinisterra
  • Encenação: Os Anônimos
  • Elenco: 
    Castigo dos Santos - Actor
    Fernando Macamo - Actor
  • Duração: 30 minutos
  • Produção: CCMA e Os Anônimos


--
XITCHUKETA - Mateus Francisco Nhamuche
Xitchuketa é uma performance criada na base da dança Xitchuketa, que é uma dança tradicional praticada por adolescentes nos bairros de Maputo como forma de se descontrair e se divertir. Através de jogos procura-se resgatar Xitchuketa que vai desaparecendo com o passar do tempo combinando deste modo a música, a dança, o figurino e os respectivos adereços. Xitchuketa é caracterizada por danças de cintura, músicas e o instrumento mais usado pelos praticantes (bidon de água estragado), esta performance procura resgatar os valores e as brincadeiras a volta de três irmãos, o Paito, Buchinha e Mala, num jogo dinâmico e divertido, pois na actualidade é difícil ver nos bairros a fazerem este tipo de brincadeiras, sendo que antigamente, as crianças adolescentes e jovens até faziam uma espécie de festival, na qual se deslocavam de um bairro para outro com objectivo de competir, pra ver quem mais sabia dançar Xitchuketa. 


FICHA TÉCNICA:

  • Elenco: 
    - Joana Tsope - Actriz
    - Mateus Francisco Nhamuche - Actor

    - Tereza Tembe 
 - Actriz
  • Duração: 30 minutos
  • Produção: CCMA e A Palhota


--
ENTRE O CORPO E A ALMA - Grupo de Teatro ‘’Fragmentados‘’
Entre o Corpo e a Alma leva ao público uma discussão sobre os clichés a volta do corpo e da alma dentro do entendimento religioso e ético. Este projecto vem como resultado de uma pesquisa académica feita em 2017 no campo das Expressões Artísticas com o objectivo de perceber o significado e a simbologia que o corpo humano carrega nas diferentes religiões e etnias.

FICHA TÉCNICA:

  • Elenco:
    - Paulo Zacarias Jamine - Actor e Assistente de Produção
    - Nélia Gilberto - Actriz e Assistente de Produçã
    - Lucrécia Paco - Actriz
  • Música:
    Voz - Lucrécia Paco
    Música - Lenna Bahule
  • Duração: 30 minutos

  • Produção: CCMA e A Palhota
  • Local: CCMA


--
BIOGRAFIAS
O Grupo de Teatro Fragmentados é um colectivo de actores, músicos e declamadores de poesia, criada no ano de 2014. O Fragmentados é constituído maioritariamente por jovens graduados e ainda em formação superior no Curso de Teatro na Escola de Comunicação e Artes da Universidade Eduardo Mondlane, estudantes de Artes cénicas da Universidade Pedagógica de Maputo e Gestão e Estudos Culturais no Instituto Superior de Artes e Cultura (ISArC), mas com abertura para congregar outras artes lúdicas, faixas etárias e é de âmbito social.
--
Mateus Francisco Nhamuche tem 23 anos de idade, finalista do curso de Licenciatura em teatro na Escola de Comunicação e Artes da Universidade Eduardo Mondlane, no ramo de Representação, é membro fundador do grupo A Palhota Artes e tem participado em várias peças teatrais e performances como actor, encenador, dramaturgo, figurinista, produtor, Iluminotécnico e sonoplasta bem como em alguns trabalhos com estudantes da ECA e com vários artistas, grupos teatrais e cineastas.
--
Os Anónimos é um grupo recentemente criado, constituído por dois actores, é vocacionado na área de produção e representação teatral na sua ampla acepção, assim como na animação de eventos. Actualmente dedica-se também na assessoria de grupos teatrais na produção (encenação, representação e outras áreas afim), nomeadamente Os Makwakwas, Fungula Masu entre outros.


ORGANIZADORES:

Apoio: União Europeia em Moçambique